Site icon Criptomoedas

Não compre bitcoin nessas exchanges

Quem está começando no mundo do Bitcoin precisa saber algumas informações básicas para evitar estresses. A primeira é: cuidado com as exchanges brasileiras, pois é muito comum você não conseguir sacar o seu dinheiro depois.

Como assim? Para comprar Bitcoin, você precisa transferir dinheiro para uma exchange e depois clicar no botão de compra. Essa etapa é muito simples e você dificilmente terá problemas. O problema costuma surgir depois, quando você decide vender seus bitcoins.

Pouca gente pensa nisso, mas você já reparou que os limites para depósito e saque nas exchanges são diferentes? Para fazer um depósito, o limite costuma ser alto e não requer validação, você rapidamente cria sua conta e deposita altas quantias.

A dor de cabeça começa quando você decide vender seus bitcoins e sacar o dinheiro para sua conta. A exchange vai exigir diversas validações e comprovações de identidade, e pode limitar seus saques, pegando você de surpresa. Vou contar a história que aconteceu com meu pai. Não darei nomes por questões de privacidade.

O pesadelo vivenciado com a Mercado Bitcoin

Seguindo minhas orientações, meu pai fez tudo certo, comprou bitcoin na baixa e vendeu 3 anos depois, na alta. Ele havia feito várias compras, nunca teve problemas, foi acumulando bitcoins com o tempo. Quando seu capital já havia valorizado para aproximadamente R$ 250.000,00 ele decidiu vender. A ordem de venda foi executada na plataforma Mercado Bitcoin e o dinheiro aparecia no painel da exchange.

Meu pai já havia fornecido todas as informações pessoais e bancárias, então solicitou o saque para sua conta. Uma mensagem de recusa apareceu, informando que o saque excedia o limite de sua conta. Sem entender, ele entrou em contato com o suporte. A burocracia começou.

Além de solicitar diversos documentos, que demoraram bastante tempo para serem validados, o último problema que meu pai teve foi com a alegação de que ele precisava comprovar “capacidade financeira” para realizar aquela operação. O suporte informou que bastaria enviar um comprovante de renda. Depois de muitos e-mails trocados, envios de comprovante de renda e declaração completa de imposto de renda, a validação foi recusada, dizendo que meu pai não possuía capacidade financeira para efetuar o saque.

Isso mesmo, meu pai, um homem aposentado, que comprovou seus rendimentos e fez todas as operações com seu próprio dinheiro, o qual a Mercado Bitcoin havia recebido de braços abertos, agora não podia sacar, pois a Mercado Bitcoin decidiu deliberadamente que ele não tinha “capacidade financeira”.

Diante de tal absurdo, tentamos realizar saques diários, de valores menores (R$ 20.000,00 por dia), para não exceder o tal “limite” imposto pela exchange. Depois de uns 10 dias fazendo isso, a conta de meu pai foi travada. Dessa vez, não conseguimos mais sacar nem 1 real. Tive a ideia de utilizar o saldo restante para comprar bitcoin novamente e transferir esses bitcoins para outra exchange, para vender efetuar o saque em reais por lá.

Porém isso também foi recusado, meu pai não conseguia mais sacar reais nem criptomoedas, ambos estavam travados, com mensagens de que o limite foi excedido. Esperamos finalizar o mês pensando que poderia liberar mais limite no próximo mês, mas não liberou.

Nesse ponto eu já estava completamente estressado e nervoso, pois meu pai precisava do dinheiro, havia contado com isso, e a Mercado Bitcoin estava tomando-o para si. Sugeri ao meu pai iniciar um processo judicial, pois tínhamos todas as provas documentadas. Ele topou. Organizei os e-mails trocados com o suporte, os extratos das compras, as recusas de saque, tudo.

Antes de falar com um advogado, redigi um e-mail em tom bastante ameaçador, detalhando como seria o processo judicial e avisando que se a liberação do saque não ocorresse no próximo dia útil, esse seria o último e-mail, pois a Mercado Bitcoin teria que responder na justiça por estar segurando o dinheiro de um homem aposentado.

Após esse e-mail, no dia seguinte liberaram a conta e meu pai conseguiu sacar o valor restante. Ufa!

Licão aprendida?

Eu, como investidor razoavelmente experiente no ramo de criptomoedas, senti-me um tolo por ter feito meu pai passar por essa situação. Na realidade, até o momento eu nunca havia sacado nada para conta bancária, pois sempre havia apenas comprado, pensando nas criptomoedas como investimento para o longo prazo.

Depois de tanto estresse, decidi fazer uma pesquisa nas exchanges brasileiras, e constatei essa diferença gritante entre limite de depósitos e saques. Observe alguns exemplos:

Parece que as exchanges gostam de ficar rendendo nosso dinheiro enquanto trancam e impedem que saquemos. A única exchange que encontrei que permite altos valores de saques diários é a Binance.

Depois de ver que os limites da Binance para saque eram de R$ 600.000,00 por dia, primeiro não acreditei, mas decidi fazer o teste, até porque não tinha muitas opções. Transferi parte de meus bitcoins e vendi dentro da Binance (uma quantia de de aproximadamente R$ 400.000,00), solicitei o saque para minha conta bancária, e caiu tudo na minha conta no mesmo dia. Fiquei sem palavras. Hoje não tenho dúvidas, além de oferecer uma gama imensa de criptomoedas, ter muito mais liquidez e ser uma exchange internacional, a Binance não segura seu dinheiro na hora de sacar.

É importante destacar que a experiência que nós tivemos com exchanges não necessariamente vai ser a mesma que você vai ter.

De qualquer forma, fica a lição de pesquisar bem os limites da exchange de sua preferência, pois depositar é uma coisa, sacar é outra.

Leia também:

Exit mobile version