Site icon Criptomoedas

IOTA – MIOTA

Índice desse artigo:

Vamos começar:

O que é IOTA?

IOTA é a criptomoeda da IoT (Internet das Coisas). O objetivo principal da IOTA é servir como sistema que irá interligar todos os dispositivos atuantes no universo da internet das coisas e permitir que eles realizem transações financeiras entre si. Complicado? Então primeiro você precisa entender o que é internet das coisas.

A “internet das coisas” pode ser explicada como sendo a utilização da internet em todos os dispositivos. Inicialmente, quando foi criada, somente alguns computadores militares e universidades tinham acesso à internet. Depois, todos os computadores pessoais passaram a se conectar na rede. Hoje, além de computadores, temos celulares e outros dispositivos conectados. A internet das coisas representa essa expansão da conexão em larga escala. Muito em breve, será comum que sua geladeira, seu fogão, ar condicionado, lâmpadas, tudo esteja conectado à internet. Essa conexão facilita a transferência em tempo real da informação (como consumo de energia, tempo que permaneceu ligado/desligado, etc.) além de permitir comandos à longa distância (ligar/desligar aparelhos da sua casa utilizando seu celular no trabalho, por exemplo).

IoT

A internet das coisas vai ainda muito além. Ela permite que todas as peças dos automóveis sejam monitoradas em tempo real pelas montadoras, de maneira que os primeiros sinais de falha possam ser capturados e corrigidos o mais rápido possível. O conjunto desses dados permite análises profundas (utilizando-se conceitos de big data e machine learning) para possibilitar aprimoramento nas fabricações de novos modelos e atualizações.

Além de tudo ao nosso redor estar cada vez mais conectado com a internet, a tendência é que tudo esteja cada vez mais automatizado. Dentro desse universo, é necessário realizar muitas transações financeiras, que vão desde pagamento de contas de energia ou serviço prestado, até intercâmbio de insumos. A IOTA, nesse caso, é uma moeda que foi concebida para atuar nesse ramo, servindo como meio de troca entre os dispositivos e sistemas, permitindo uma contabilização precisa e transparente em tempo real, com o máximo de segurança.

O objetivo é ser uma solução para microtransações entre máquinas (tanto que a unidade negociada em exchanges é de MIOTA – 1 milhão de iotas). Sensores e dispositivos conectados entre si pela IoT poderão executar funções automáticas que serão debitadas em iotas. Para tanto, os valores precisam ser pequenos (um sensor que capta a informação de um dispositivo e “vende” posteriormente esse dado não pode cobrar um valor alto, por isso a ideia de microtransações).

Como funciona a IOTA?

Tecnicamente falando, o sistema que a IOTA utiliza é o Tangle. Fazendo uma comparação, o Tangle está para a IOTA aquilo que o Blockchain está para o Bitcoin. A IOTA, portanto, ao contrário da ampla maioria das criptomoedas, não utiliza o mesmo sistema do Bitcoin (blockchain) como registro contábil das suas transações. O sistema tangle possui algumas diferenças importantes:

  1. Não existe mineração ou mineradores. Diferentemente do blockchain, em que cada transação precisa ser validada por computadores específicos para realizar essa função, no tangle quem valida as operações são os clientes que estão transacionando a moeda. Ou seja, todo cliente/usuário é um “minerador”.
  2. Não existem taxas. Justamente pelo fato de não existir mineradores, não é necessário pagar taxas para esses mineradores. A taxa que você paga é um serviço computacional prestado na validação de outras duas operações. É como se fosse um pequeno Proof of Work (PoW). Sempre que você realiza uma operação na rede IOTA, automaticamente você valida outras duas operações. É dessa forma que o sistema se sustenta.
  3. A escalabilidade não é um problema, e sim a solução. Diferentemente das moedas fundamentadas em blockchain, no Tangle a velocidade e a eficiência do sistema aumentam com a demanda. Isso significa que, teoricamente, a IOTA nunca irá ter sua rede congestionada como ocorre com o Bitcoin quando aumentar muito a quantidade de usuários ou dispositivos conectados. Ela foi projetada para funcionar justamente com as maiores demandas possíveis.

Equipe

A equipe da IOTA é muito completa e forte, possui cientistas, pesquisadores, engenheiros, inclusive um dos co-fundadores do projeto é professor na UNICAMP em São Paulo (Serguei Popov).

Para um projeto ser forte e ter uma boa tecnologia, uma equipe de peso é fundamental. Não há dúvidas de que a IOTA atende a esses requisitos.

Frentes de atuação

Basicamente, a IOTA se concentra na atuação em 5 frentes principais:

Para cada um desses ramos a IOTA trabalha em soluções e desenvolvimentos específicos, tendo também parcerias com empresas.

Parcerias

Sem dúvida, um dos destaques da IOTA em relação a outras criptomoedas são as parcerias. Diversas empresas grandes estão colaborando com o ecossistema IOTA. Com destaque para:

Microsoft

A IOTA anunciou, em novembro de 2017, que lançou o primeiro mercado público de dados do mundo em um ledger distribuído da Internet das Coisas em conjunto com a Microsoft. “Se você tem uma estação meteorológica que coleta dados de vento, temperatura, umidade e barométricos, por exemplo, você pode vender isso para uma entidade que está fazendo uma pesquisa climática”, disse o co-fundador da IOTA, David Sonstebo.

Mas, no final de dezembro de 2017, a IOTA afirmou que atualmente não tem uma parceria formal com a Microsoft. O debate foi inflamado quando o especialista em blockchain da Microsoft, Omkar Naik, declarou por e-mail correspondência com IOTA: “Estamos entusiasmados em fazer parceria com a IOTA Foundation e orgulhosos por estarmos associados à sua nova iniciativa de mercado de dados. Esta tecnologia de próxima geração acelerará o mundo conectado e inteligente e vai além do blockchain, que promoverá soluções inovadoras do mundo real, aplicativos e pilotos para nossos clientes”.

As notícias levaram a um aumento substancial no preço da criptomoeda, ganhando 500%, de cerca de US $ 1 para mais de US $ 5, em seu valor mais alto em dezembro de 2017. Mesmo que não haja parceria oficial, as duas empresas continuam trabalhando juntas em uma série de aplicativos de inovação tecnológica com a rede Tangle da IOTA.

Volkswagen

Quando o Chief Digital Officer (CDO) da Volkswagen, Johann Jungwirth, se juntou ao conselho de supervisão da fundação IOTA, pode-se deduzir que as duas empresas estão trabalhando em conjunto. A parceria da Volkswagen com a IOTA foi tornada pública em janeiro de 2018. A Jungwirth está encarregada de liderar a Volkswagen no processo de implementação da tecnologia digital. Uma prova de conceito que envolve testes ao vivo da rede IOTA já foi lançada pela Volkswagen.

O grupo Volkswagen é composto por 12 marcas de automóveis, incluindo Lamborghini, Porsche, Bentley, Audi e Bugatti. A IOTA já está colaborando com a Porsche no projeto do Programa 4, que foi apoiado pela plataforma Startup Autobahn. A IOTA e a Porsche estarão trabalhando em conjunto com outras startups em um programa que integra mobilidade inteligente.

DnB

No início de junho, a IOTA anunciou que assinou um acordo com o maior grupo financeiro da Noruega – o DnB. A parceria se concentrará na formulação de novos modelos de negócios, sistemas de gerenciamento de privacidade de dados e hackathons coletivos entre silos.

Bosch

A Bosch tem atualmente um grande envolvimento no espaço da IoT e um número estimado de 15,6 bilhões de dispositivos estará conectado à Internet das coisas até 2020. A empresa alemã anunciou sua parceria com o projeto IOTA no dia 17 de outubro de 2017.

“A IOTA e a Bosch têm dialogado sobre a convergência entre a Internet-of-Things e a tecnologia Distributed Ledger da IOTA desde o final de 2015 e construíram um relacionamento forte”, afirmou David Sønstebø, fundador da IOTA.

Fujitsu

A IOTA Foundation firmou uma parceria com a Fujitsu , fornecedora líder de produtos e serviços de TI. A Fujitsu revelou os benefícios da tecnologia IOTA na maior feira Industrial de Hannover Messe, na Alemanha. A demonstração ao vivo foi realizada em 23 de abril.

O sistema da Fujitsu apresentado em Hannover é um sistema baseado em Tangle que será lançado na fábrica inteligente da Fujitsu em Augsburg. O IOTA foi descrito como “um novo padrão de protocolo quando se trata de produtos e serviços de TI”.

Rolf Werner, diretor de negócios na Europa Central da Fujitsu, disse que o Tangle é capaz de superar as restrições tradicionais da tecnologia de contabilidade distribuída.

Desenvolvimentos atuais

A IOTA está sempre trabalhando e desenvolvendo novos recursos e soluções, entre os quais podemos destacar o Qubic (permitirá smart contracts), o exchange hub (para integrar IOTA rapidamente em uma exchange) e o Coordicide (análise e modelagem para simulações). Os desenvolvimentos que estão em fase mais avançada e devem ter seus lançamentos em breve são: biblioteca de cliente javascript, PoWBox​ (vai permitir a terceirização do PoW para uma máquina mais potente – útil para dispositivos pequenos).

O futuro da moeda e previsões

A IOTA é uma criptomoeda muito promissora em termos de valorização, pois sua tecnologia é uma solução para o mundo da internet das coisas. É evidente que a internet das coisas representa o futuro, a questão é se a IOTA irá ou não se perpetuar dentro desse universo. Felizmente, muitas corporações grandes como a Microsoft já estão investindo e contribuindo para aprimorar o sistema e torná-lo mais robusto, o que fortalece a chance da IOTA ser uma das maiores criptomoedas do futuro.

É estimado que a internet das coisas movimente trilhões de dólares nos próximos anos. Se a IOTA estiver sendo utilizada massivamente nesse mercado, o aumento no preço da moeda provavelmente será proporcional à sua demanda. Existem estimativas de que até 2025 a internet das coisas movimente cerca de 3-6 trilhões de dólares. A General Electric (GE) estima que o investimento industrial na internet das coisas alcance 60 trilhões de dólares até 2030.

Um dos catalizadores da Internet das Coisas será a tecnologia 5G, que trará uma velocidade muito maior para a internet, com muito menos latência. Até agora, um dos maiores obstáculos da IoT foi a latência da conexão com a internet. O 5G permitirá que a IoT finalmente domine o mercado.

Fazendo uma aproximação grosseira, e o market cap da IOTA um dia chegar a 1 trilhão de dólares, o valor da criptomoeda provavelmente alcançaria o patamar de $ 360,00. Com 10 trilhões de market cap, o valor da criptomoeda pode alcançar $ 3.600,00.

O preço atual da IOTA (em dólares) é:
[ccpw id=”838″]

Como comprar IOTA

Para comprar IOTA, é preciso primeiro comprar Bitcoins e depois trocar esses bitcoins por IOTAs. Veja aqui o passo-a-passo para fazer isso.

Como armazenar suas IOTAs

Uma regra de outro no mercado de criptomoedas é nunca deixá-las nas exchanges. Se você quer guardar essas moedas para vender no futuro, guarde-as em uma wallet. Nesse link você pode baixar uma versão de wallet compatível com seu computador, instalar a IOTA wallet, e depois transferir suas IOTAs da Binance para sua wallet pessoal.

Conheça também algumas outras criptomoedas com projetos inovadores:

Exit mobile version